O que fazer para não perder o seu pet

O que fazer para não perder o seu pet? O número de animais de estimação nas casas brasileiras só cresce e cada vez mais estes bichinhos têm ocupado um lugar de membro da família. Com tanto amor que oferecemos e recebemos dos pets, não há como não sentir medo de que eles se percam ou sejam roubados.

O que fazer para não perder o seu pet

Com algumas ações podemos nos prevenir de passar transtornos maiores para tentar encontrar um cachorro ou gato perdido. A Bichos & Caprichos selecionou uma lista com 5 dicas incríveis para que você evite que o seu pet se perca.

O que fazer para não perder o seu pet

1) Plaquinhas de identificação

Não é preciso pensar muito para chegar a conclusão de que se o seu animal de estimação se perder, é importante que alguém que o encontre saiba como entrar em contato com você para devolvê-lo, correto?

Umas das maneiras mais simples e baratas de identificar o bichinho é com uma plaquinha que pode ser pendurada em sua coleira. Na plaquinha, os dados essenciais, que não podem faltar, são o nome do pet e telefone do dono para contato.

Na Bichos & Caprichos, oferecemos o serviço de gravação de plaquinhas. Para os cães mais inquietos, existem também alguns modelos de coleiras, em que nelas mesmas é possível colocar o nome e telefone. Sem a necessidade de pendurar uma plaquinha.

O que fazer para não perder o seu pet


2) Microchipagem

O microchip para cães e gatos é um minúsculo dispositivo com os dados do dono. Ele deve ser inserido sob a pele, na região da nuca do bichinho.

O microchip fica dentro de uma cápsula de biovidro cirúrgico, o mesmo material que é usado em marca-passos.  A durabilidade dele é de aproximadamente 100 anos, ou seja, não precisará ser trocado enquanto o pet viver. Também não é necessário nenhum tipo de bateria. Ele fica inerte, só emite energia quando for ativado para ser lido pela leitora, que mostrará os dados gravados nele.

Ao contrário do que alguns pensam, o microchip não serve como GPS. A função dele é a mesma da plaquinha, apenas identificar o animal. A maior desvantagem da placa de identificação em relação ao microchip é que ela pode acabar caindo do animal em alguma situação ou alguém pode retirá-la com mais facilidade do que um microchip.


3) GPS

Se a plaquinha e o microchip são importantes para a identificação do seu pet, o GPS é interessante para te dar a localização em que ele se encontra.

Já existem vários modelos no mercado, que podem vir em uma coleira ou serem acoplados a ela. A Tagg – The Per Tracker, por exemplo, é uma coleira com GPS que possibilita delimitar uma área para o animal. Caso ele ultrapasse esta área, o dono e até mais cinco contatos cadastrados, receberão um alerta por e-mail, SMS ou pelo aplicativo. O app pode ser baixado em IOS ou android. A bateria dura até 30 dias e pode ser recarregada normalmente.


4) Passeios

Os passeios são essenciais para os cães, mas deve-se tomar alguns cuidados, pois é um momento em que seu pet fica suscetível a alguns perigos.

Passear em um grupo de pessoas seria mais adequado para evitar perdas e roubos, mas como o passeio sozinho é inevitável na maioria das vezes, existem outras precauções a se tomar.

Passear com seu cachorro sem coleira e guia com certeza não deve ser uma opção para o dono. É necessário manter o controle sob o animal, que pode se distrair e ser estimulado a correr por diversas situações na rua.

Recomenda-se também que os passeios sejam feitos em locais movimentados, iluminados e nunca em horários muito avançados da noite. Além do cão poder se perder, ele também pode ser roubado.

Uma outra maneira de prevenir que seu cão desapareça é não permitir que ele saia sozinho em hipótese alguma.

O que fazer para não perder o seu pet


5) Castração

A castração pode trazer vários benefícios para o seu pet. Controlar o seu comportamento sexual aumenta sua segurança, já que ele não sentirá mais a necessidade de sair em busca de fêmeas no cio.

Essas “escapadas” colocam o animal em diversas situações de risco, como se perder do dono, ser atropelado, roubado ou se machucar em brigas com outros animais.

Para saber mais informações sobre castração, clique aqui.


Você está com problemas de pulgas e carrapatos no seu pet? Clique aqui para saber como resolver.

Você também é apaixonado por animais? Curta nossa página no Facebook e siga no Instagram.  Você vai poder acompanhar muito conteúdo interessante sobre cães e gatos!

Até a próxima!

Bichos & Caprichos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *